quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Solitários

Sabe quando você sabe fazer alguma coisa muito bem? E aquilo é o melhor que você sabe fazer? Seja música, seja escrever ou até mesmo dar cambalhotas? Pois bem, logo você vai querer mostrar pra alguem, ou coisa do tipo, pra ver a reação, saber uma opnião, etc. Mas na maioria das vezes, as pessoas que te rodeiam estão muito ocupadas também querendo mostrar suas próprias coisas, fingem que prestam atenção ou vêem pela metade e logo inventam algum compromisso já marcado e inadiável. O mundo é assim. Todos querem, aos berros, falar de si mesmo. Poucos são os que escutam, os que admiram, os que não são hipócritas ou demagogos. Essa minha segunda canção do ano fala sobre isso, sobre a ilha que cada ser humano é, ela se chama solitários.

Só eu escuto a minha voz
Por mais que eu tente te dizer
Que não nos deixe tão a sós
Antes da porta grande bater

Ninguém daria um passo atrás
Se eu desligasse minhas florestas digitais

Você leria um pouco mais
Se eu dissertasse sobre as dores que você traz... sobre seus "animais"!

Um comentário:

Shar* disse...

Só não deixe mesmo de se escutar...